Terroir
Leopoldina
Chardonnay 375ml
2017 | 375ml

Em 1875, período Imperial, ano em que o 1º Valduga aporta em terras brasileiras, a monarquia batiza com nome de Leopoldina a via mais importante do que seria hoje o Vale dos Vinhedos. Localizada nesta via, a Casa Valduga homenageia todo o período de bravura dos primeiros imigrantes com a linha Leopoldina!
  • Vinho Branco Seco
  • Chardonnay
  • Vale dos Vinhedos
  • 8º a 10ºC
  • Queijos cremosos, peixes, molhos leves e frutos do mar.

Visão: Coloração amarelo palha, límpido e brilhante.

Olfato:
Destaca-se pela fineza e delicadeza aromática, evidenciando-se notas de frutas frescas como maçã e pera. Sua evolução na taça revela nuances de frutas tropicais, como abacaxi.
 

Paladar:
Pleno, com bom ataque de boca e muito frescor, apresenta equilíbrio e untuosidade, qualidade clássica dos bons Chardonnays. Final de boca persistente, com retrogosto que remete essencialmente às notas de abacaxi.


Ficha Técnica
Clone Varietal: Entav 95
Porta-Enxerto: Paulsen 1103
Sistema de Produção: Espaldeira Simples
Densidade/ha: 4.000 plantas
Tipo de Poda: Cordão Esporonado
Carga de Gemas/ha: 40.000
Práticas Vitícolas: Desbrota, desponta, desfolha na região dos cachos, raleio de cachos para controle de produção.
Colheita: Manual e seletiva.

Vinificação
- Seleção final dos cachos;
- Desengace das uvas frescas;
- Maceração pré-fermentativa a frio por 8 horas;
- Prensagem descontínua e delicada – prensa com atmosfera inerte;
- Clarificação do mosto;
- Uso de leveduras selecionadas Saccharomyces cerevisiae;
- Fermentação alcoólica com temperatura de 14º a 16ºC;
- Estabilização tartárica;
- Filtração;
- Engarrafamento;

Laudo Analítico
Álcool: 12%
Acidez Total: 5,10 g/l de ácido tartárico
Acidez Volátil: 0,17 g/l de ácido acético
Densidade: 0,991
Extrato Seco: 21,07 g/l
SO2 Total/Livre: 0,18 / 0,032 g/l
Açúcares totais em glicose: 1,75 g/l
pH: 3,45